Sexo, prazer e…choro. Porquê?

1

Não é propriamente normal , mas a verdade é que acontece: estás a ter relações sexuais, a sentir o melhor prazer da tua vida e, antes que possas entender bem o que está a acontecer, as lágrimas dominam o teu rosto. E nesta altura sentes um misto de sentimentos. Tens  vergonha, o prazer, o alívio e a dúvida. Mas por que é que algumas mulheres choram quando chegam ao orgasmo?

O choro, nem sempre se relaciona com o sofrimento e a dor. Muitas vezes pode significar exactamente a libertação das emoções contidas, necessitando assim de um canal próprio para a sua exteriorização.

A intensidade do orgasmo faz com que muitas mulheres chorem. Muitas vezes confundindo o parceiro, que normalmente não consegue entender o choro, depois do prazer. As emoções contidas aproveitam e “vão à boleia”  no momento do êxtase, e desta forma libertam-se, trazendo conforto e prazer, num saudável benefício para o equilíbrio psíquico.

2

Podemos classificar o choro que acompanha o orgasmo em quatro possibilidades:

1º O choro como a expressão de um prazer extremado, tão intenso que chega a doer.

2º O orgasmo “à boleia” com um sentimento de profundas emoções, desencadeando então um choro profundo, como expressão extrema de felicidade.

3º Algumas mulheres choram porque continuam a viver inconscientemente a repressão da própria sexualidade. No momento do orgasmo, explodem as emoções reprimidas e camufladas – como se a autorizassem a sentir aquilo que estava proibido, fazendo alguma coisa que não deveriam ter feito, um conflito entre o desejo sexual e a repressão, mediatizados pelo sentimento de culpa.

4º Considerar ainda o facto de algumas mulheres chorarem no momento do orgasmo, conscientes de que vivem um momento muito feliz, mas com a pessoa errada. Nestas circunstâncias sabem que o relacionamento não terá a mínima possibilidade de ir para a frente, embora entregues emocionalmente. O choro aparece, antecipando o provável sofrimento. O orgasmo sendo representante de mais uma atribuição. Um prazer que de tão intenso e realizador, pode emocionar ao ponto de desencadear o choro. Neste caso, choro de felicidade misturado a uma resposta psicofisiológica. O orgasmo.

Como conclusão, o choro não é por arrependimento. Nem por amor. Não é pelo outro. É por nós. É por sentirmos. É apenas uma maneira de prolongar a sensação deliciosa do orgasmo. Chorar não precisa de ser algo mau. Pode ser uma maneira de demonstrar alegria, felicidade e prazer.

Choramos simplesmente porque é assim que vivemos algumas de nossas emoções mais fortes e profundas. Choramos por motivos que nem nós mesmas sabemos. Apenas sentimos aquele momento com toda intensidade possível.

Sem comentários ainda

Comentários estão encerrados