O uso da tanga nas mulheres: vaidade ou comodidade?

O uso da tanga nas mulheres: vaidade ou comodidade?

Actualmente cerca de 88% das mulheres dos países desenvolvidos declaram-se usuárias habituais do uso da tanga, preferindo-a às cuecas convencionais. Esta percentagem aumenta significativamente entre as jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 30 anos.

Na América do Sul o seu uso cresceu de forma surpreendente, popularizou-se e diversificou-se, dando entrada a todos os sectores femininos (à poucos anos atrás esta peça de roupa estava apenas associada à pornografia e aos artigos eróticos, assim como às mulheres relacionadas com a matéria), podendo-se encontrar em qualquer loja de lingerie, e as suas destinatárias não têm qualquer problema em afirmar que se sentem bem.

Do erotismo para a sociedade: um privilégio.
Do erotismo para a sociedade: um privilégio.
O uso da tanga nas mulheres: vaidade ou comodidade?

Algumas mulheres preferem-nas mais largas evitando que se veja a marca que deixam os elásticos debaixo das calças, o que deu origem a uma verdadeira revolução na roupa intima feminina, uma vez que acabou por ser a grande escolha entre as mais ousadas e sensuais que procuram assim marcar ainda mais as suas curvas, transpirando liberdade e um sentimento de “à vontade”.

Também é muito popular como parte do biquíni ou, muito mais raro, como traje de banho completo porque expõe mais pele ao sol, o que não impede que timidamente se assista ao aumento do numero de mulheres que os usam nas praias.

Passo a passo aumenta o uso nas praias.
Passo a passo aumenta o uso nas praias.

Desde os finais dos anos 80 que o seu uso se estendeu nos países Sul Americanos, mas apenas desde o ano 2000 se começou a difundir na Europa, pressupondo uma peça não só como roupa interior feminina mas também um privilégio a nível social, dando origem a debates como os mais conhecidos nos institutos franceses.

As principais razões de uso caracterizam-se por:

  • As características eróticas da peça
  • A sua practididade perante o uso de calças ou saias de cores claras ou transparentes.
  • A sua maior comodidade (pese o facto de nem todas serem da mesma opinião).

As principais criticas de uso que se caracterizam por:

  • Produzir uma maior exposição dos órgãos genitais femininos.
  • A grande fricção anal e vaginal que proporcionam uma maior concentração de líquidos, logo sujidade.
  • A sua incomodidade no uso.

E tu, que tipo de roupa interior usas e porquê?

Imagens: Divulgação O uso da tanga nas mulheres: vaidade ou comodidade? . .
Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.