Valentino cresce 14,3% em 2016 e adia a sua saída da bolsa até 2018

Valentino cresce 14,3% em 2016 e adia a sua saída da bolsa até 2018

Valentino termina o ano em alta. A empresa italiana terminou o ano de 2016 com um aumento de 14,3% do lucro operacional bruto de 206 milhões de euros (218,9 milhões de dólares), em comparação com os 180,2 milhões de euros (115 milhões de dólares) do ano anterior. Por outro lado, a empresa adiou a sua saída da bolsa até 2018.

As vendas de Valentino ascenderam a 1.100 milhões de euros (1,169.4 milhões de dólares) no exercício do ano passado, 13% a mais que o mesmo período do ano anterior, que foram  987 milhões de euros (1,049.2 milhões de dólares). Por categorias de produtos, o “retail” ocupa 55% do volume de negócios e mercados, os Estados Unidos lideram com 22% do volume de negócios do grupo.

Quanto ao seu salto, a empresa prefere propor e tatear em 2018 as condições do mercado. “Se houver alterações, voltaremos a apresentar o projecto, de momento não o estamos a falar internamente”, comunicou Stefano Sassi, CEO da Valentino.

Em 2017, a empresa espera obter um volume de negócios de 1.200 milhões de euros (1,275.7 milhões) e continuar a investir no mercado japonês. Além disso, a empresa vai continuar a apostar na “omniqualidade” e expansão dos seus negócios online, depois de renovar o seu contrato com a Yoox Net-a-Porter.

Valentino, controlada pelo grupo Mayhoola for Investments, opera com 175 lojas em todo o mundo e planeia abrir mais vinte lojas este ano. A empresa italiana tem um total de 3.300 empregados.

Sem comentários ainda

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será divulgado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.